BLOG

ASMR: a experiência que te ajuda a dormir melhor

Você já ouviu falar em ASMR? A sigla, que significa resposta sensorial meridiana autônoma, diz respeito à sensação de relaxamento que pode surgir quando alguém entra em contato com certos vídeos e sons. O que é curioso, no entanto, é como os conteúdos simples e com pouca edição podem causar sensações tão agradáveis.

Em um geral, os materiais mostram pessoas realizando tarefas corriqueiras, silenciosas e tranquilas, como dobrar toalhas, escovar os cabelos e até mesmo folhear as páginas de um livro, muitas vezes com combinações de barulho de chuva ou pequenas batidas. No entanto, é raro que haja a voz de pessoas interagindo.

Pode parecer estranho e muitas vezes não funciona com o primeiro contato, mas o ASMR tem feito muito sucesso ao redor do mundo e tem conquistado cada vez mais adeptos à técnica para pegar no sono. Isso porque, como a interação com os vídeos/sons causa um grande relaxamento do corpo e da mente, é mais fácil se desligar e ter uma noite inteira longe da insônia.

Apesar de ainda não haver estudos que apontem ao certo como a técnica, efetivamente, age no cérebro do ser humano, é fato que ela tem ajudado muitas pessoas a dormirem melhor de uma forma simples, gratuita e diferente de tudo que já foi testado. No entanto, algumas universidades já estão incluindo o tema em seus interesses científicos, graças ao crescente interesse do público e da popularidade do conteúdo em plataformas digitais.

Hoje é possível encontrar uma infinidade de conteúdos no YouTube, playlists no Spotify e até mesmo aplicativos para o celular que vão te auxiliar a entrar na onda do ASMR. Uma boa dica é começar com materiais mais curtos para entender as sensações que vão causar no seu corpo e, depois, ir partindo para aqueles mais longos para embalar o sono durante toda a noite.

E você, já usa essas experiências sensoriais para ajudá-lo a relaxar e melhorar o sono? Que tal experimentar o ASMR e entrar nessa comunidade que faz de tudo para dormir bem?

Os comentários estão desativados.